Sol da Vida

 

Está impregnado no dia o perfume da vida, os malmequeres já nascem e crescem no campo

Sabemos que dias sem brilho não permanecem para todo o sempre, e sentimos nestes dias de sol que voltam, e o cinzento ofuscam um doce e feliz chamamento a viver a vida.

Sabemos também que os dias menos bons à vida sempre voltarão e todos eles fazem parte do nosso caminhar

Talvez um dos segredos da caminhada consista em nos embebermos do sol presente para  atenuar tempos agrestes quando eles à vida voltarem.

E nós independentemente da soma dos dias do nosso viver, seremos sempre aquilo que verdadeiramente em nós vive, não existem dias sem brilho com capacidade para ofuscar o verdadeiro sol que em nós viva.

E agora que o tempo sorri                                                                                                                   Vamos fortemente sorrir para a vida

Bom dia!

This entry was posted in Cantinho do Zé. Bookmark the permalink.