Lar de idosos São José da Lamarosa

Vivem-se tempos difíceis de grande preocupação, seja qual a for a idade de cada um de nós, ele não escolhe idades, a todos infecta e a todos leva. No entanto são os mais idosos entre todos nós os mais vulneráveis ao nefasto que tanto já ofuscou a dádiva da vida por todo o mundo

Lares de idosos têm sido locais de contágio e de partidas de quem vive a ternura e sabedoria da idade e nos “viu” nascer

Gritamos alto no sentir do coração, nossos idosos, nosso orgulho a quem tanto devemos sendo ou não sendo familiares de cada um de nós. Quase há praticamente desde o inicio do ano que todos nos tentemos proteger e proteger os nossos…

No lar de São José da Lamarosa, desde o inicio que as regras são rígidas e escrupulosamente cumpridas no dia a dia por todas/os colaboradores do lar em prol dos seus utentes onde todos são uma família e no sentimento maior da vida – o amor se protegem entre si. Graças a Deus até ao momento o temível não ousou tirar o sorriso a nenhum dos rostos enrugados das nossas orgulhosas gentes que no seu tempo mais jovem de vida trabalharam arduamente de sol a sol na charneca Ribatejana

Todos no seu canto e uma vez por semana cada um recebe à distancia um seu familiar querido para se atenuar saudade e se contagiarem de afecto mas sem se tocarem. Sorriem rosto a olhar rosto e trocam entre si esse sentimento maior da vida – o amor

Fechados entre “quatro paredes” mas não a olhar para o relógio à espera que o tempo passe, à espera que o sol dê lugar ao cair da noite, pois todo o dia e todos os das lhes são proporcionadas actividades lúdicas e de movimento e do seu rosto vão brotando sorrisos. Somos orgulhosos pelas nossas gentes e pelo nosso lar

Vive-se em ambiente e sentimento de família no lar de São José da Lamarosa e Deus na sua tamanha bondade tem protegido o nosso lar e a nossa aldeia

Obrigado querido Deus

Um abraço Amigo

Aula de ginástica

Publicado por Associação de Solidariedade Social S.José da Lamarosa em Quarta-feira, 22 de abril de 2020

This entry was posted in Cantinho do Zé. Bookmark the permalink.