As nossas grandiosas gentes

Rostos enrugados, ternura que lhes brota do coração, sorriso estampados no rosto, desejo ardente de continuo caminhar pela estrada da dádiva da vida.

No seu cantinho se protegem nos dias do presente do nefasto que continua a ameaçar e a levar vidas. Na graça de Deus o nosso lar continua sem conhecer o temível contágio. Por todo o lado todos nós enfrentamos risco. e os idosos enfrentam risco mais alto de infecção pelo coronavírus com taxa maior de mortalidade, aproximadamente 66% das pessoas com mais de 70 anos têm ao menos uma condição de comorbidade, ou seja, uma doença prévia que, combinada à covid-19, aumenta os riscos para essa faixa etária

Têm se seguido com rigor todas a normas de prevenção e graças a Deus até ao momento o temível não ousou entrar no nosso lar. Saudosos das suas famílias apenas durante uma vez por semana cada idoso individualmente está a receber uma vista durante 30 minutos, mantendo distância sem contacto corporal com o seu familiar

Onde não há cuidado com os idosos, não há futuro para os jovens
( Aleteia . Papa Francisco )

Na esperança do sonho e do desejo que comanda a vida do homem, haverá de chegar o dia em que rostos de pele enrugada haverão de voltar a seu tamanho regozijo a abraçar corpos mais jovens que o seu e que entre si nutrem afecto e carinho, motores que alimentam de júbilo e de vida o bater dos seus corações

Chegarão os dias em que voltarão a sair do seu aconchego e caminhar pela sua charneca circundante e ruas da suja amada aldeia embebidos em abraços e sorrisos no desfrute das suas caminhadas dos dias do seu viver

Um abraço Amigo

This entry was posted in Cantinho do Zé. Bookmark the permalink.