No calor da tarde a imaginação escreve

Primavera sentir de Verão
em dias de desconfinamento
brota entre nós um calorão
nem se sente aragem de vento


São dias atípicos mas de calor
todo o meu corpo sente moleza
se estivesses aqui comigo meu amor
todo eu estaria desperto com certeza


Sem ti aqui comigo olho a ribeira
onde já tanto e pouco mergulhamos
recordo por aqui aquela noite inteira
que tanto sorrimos e nos amamos


Este calor em mim aumenta saudade
que de ti eu todos os dias sinto
de tempos saudáveis e de liberdade
meu amor ao meu coração eu não minto


Os teus verdes olhos os meus olhavam
sorrias e transbordavas felicidade
os nossos corpos se refrescavam
era em calor amor sentido de verdade


À sombra deste choupo
refresco o meu rosto e tento versar
o meu tanto gritar já está rouco
de por ti todo o dia tanto e tanto chamar


Escrevo o que para mim é poesia
no meu pensamento tu estás meu amor
és tamanha brisa fresca de alegria
que em mim atenuas este grande calor

Lufada de frescura
que jubilas este sentido calorão
sentida e prazerosa leitura,
fragrância de perfumada flor de campo no meu coração

This entry was posted in Cantinho do Zé. Bookmark the permalink.