Palavras escritas do sentir da alma

Tantas vezes já me perdi
mesmo dentro de mim
e sempre me tento reencontrar
para prosseguir o meu caminhar


Já escrevi
nos dias palavras acertadas
já dei passos certeiros e equilibrados
já ouvi pássaros a chalrear
vivi sonhos apaixonados


Regresso de mim
e cá fora nada escuto
nada. nada...
mergulho na imensidão do pensamento
e faço dos dias o meu sentir absoluto


Não perdi a minha alma
nem o meu sentir
e pela caminhada dos dias,
passos vou dando no meu perseguir


Escrevo sem o saber
e escrevo porque me jubila a alma
o que se faz na nossa humildade
no ditar do coração é viver de verdade


Não te rias do meu escrever
eu sei que ele não é poesia
são apenas simples palavras
que gritam de mim dia a dia


Há quem diga 
que todos poetas podemos ser
e eu acredito que é verdade
quando as palavras escrevem
o grito da alma no seu viver
Palavras escritas do sentir do homem
São a sua fragrância brotada da alma 

Um abraço amigo

This entry was posted in Cantinho do Zé. Bookmark the permalink.